segunda-feira, 13 de maio de 2013

Dia das Mães

Nem sempre os Desafios, como chamamos os jogos poéticos da Confraria, são premeditados. Alguns nascem pessoalmente, e quando percebemos, os poemas com o mesmo tema  chegam, sem combinação nenhuma. Caso esse como os que homenageiam o Dia das Mães. Mãe é Poesia naturalmente, e nem precisamos desafiar a mente para reconhecer isso. 
Abaixo, a reunião de versos de nossa Confraria para o tema.

Emocionem-se!



Ser Mãe


Ser MÃE é dádiva maior, presente,
É ver o ventre abrigar a luz,
Sentir a própria vida onipotente,
Ser a esperança no ser que conduz.

É muito mais sorrir do que chorar,
É muito mais se dar e se envolver,
É aprender toda verdade em amar,
Sentir no peito a emoção crescer.

Todas as falas, toda teoria,
Tudo o que dita a maternidade,
É ainda menor do que toda magia
Que envolve a mãe que ama de verdade.

Porque ser mãe, não há em todo o mundo
Nada que possa resumir a emoção.
É o sentimento mais nobre e profundo,
É amor maior que o próprio coração.


Catarina Maul
Petrópolis - RJ
---------------------------


Ser Mãe


Ser mãe é o maior presente,
Com que Deus, por Sua herança,
Põe no ventre uma criança,
E enche a vida plenamente

De um amor que só mãe sente,
Traz consigo a confiança,
No sorriso, uma esperança
De alegria permanente.

É só mesmo a mãe que sabe 
Que um amor assim não cabe
Numa fórmula ou receita

Cada mãe traz no seu peito
Um amor que é do seu jeito
E é assim que a VIDA é feita.



Luciana Cunha
Petrópolis - RJ
----------------------------
Agradecimento


Minha mãe, muito obrigado
pelos conselhos de outrora,
pelas preces sem demora,
quando às vezes algo errado
eu fazia no passado.
Hoje, já longe na idade,
se eu erro eu sinto saudade,
mas a vejo, de joelhos,
enviando os seus conselhos,
orando na eternidade.


Gilson Faustino Maia
Petrópolis - RJ
----------------------------


Ser Mãe


Ser mãe é transportar para outra vida
uma semente forte de esperança.
É renascer, florir numa criança
que guarda em si promessa tão querida.

Ser mãe é, na existência tão sofrida,
buscar a maior graça que se alcança:
servir a Deus num mundo que balança,
Multiplicando a fé adquirida.

Ser mãe é ser consolo e ser conselho,
no tempo em que a tristeza se avizinha.
Ser mãe é não a sentir dor no joelho;

ser mãe é ser a prece que caminha.
Ser mãe é ser a luz, é ser espelho,
ser mãe é ser escrava e ser rainha.


Gilson Faustino Maia
Petrópolis - RJ
---------------------





MANSIDÃO 

(para minha filha e minha mãe)


Uma imensidão suave me arrebata
Por toda parte, Mansidão!
Um veludo cristalino de existência
Surge como botão, abarcando espaços
E a ternura plena e imensa
Permeia meu coração.

Penso, talvez, em Deus se aproximando
Talvez, na vida se afirmando
Ou ainda, quem sabe, no amor se manifestando.

Assim creio
Em desvendares
Consagrações
Vislumbres...

De repente, descobrem-se 
Os seus olhos,
Menina,
Em mergulho inicial diante da vida
Ansiando ainda tão somente por mim
Mãe, abrigo de toda essa sua imensidão bem vinda.


Carmem Teresa Elias
Rio de Janeiro - RJ
----------------------------


Mãe querida e adorada,
Razão toda tu eras de minha vida.
Por que é que me deixaste só e abandonada
Neste mundo, sem uma pessoa querida?

Mãe querida, para quem tudo queria dar e contar
Como poderei eu agora viver,
Sem ter mais com quem conversar?
Melhor, então, seria também morrer!

Mãe querida, o destino quis assim:
Que tu partisses só
E me deixasses neste mundo vazio e tão ruim.

Mãe querida, como é grande a minha infelicidade!
Como é triste ficar só!
Como é grande a minha dor, minha saudade!


Poema de Q.A.N. em 27 de junho de 1951
(tia-avó de Carmem Teresa Elias)
----------------------------


Rainha dá vida


Uma estrela desceu ao útero
E te fez rainha entre elas
Ganhou apogeu em nove luas
E trouxe a vida ensolarada.

O leite que escorre brando
Nutre o corpo miúdo, frágil
A maré alta em seios fartos
Fortalece o corpo, protege.

O colo aquecido aninha paz
O pequeno sono se aquieta
Em um ninho de braços leves
Que velam a promessa divina.

O afago, os beijos prometem
Que a vida deve ser o amor
Ser mãe é recriar universos
E de universos ser lembrada.


Giancarlo Kind Schmid
Petrópolis - RJ
--------------------------



Rodolfo Andrade
Petrópolis - RJ

-----------------------------


Missão: mãe


Meus planos foram pr'outro caminho
desde o dia em que li: "positivo"
Meu corpo mudava, preparava o ninho
Minha vida ganhava um outro motivo

Uma sensação inexplicável
Só quem é mãe pode entender
Surge um amor imensurável
e um instinto de "só proteger"

Uma parte de nós se exterioriza
Ligação que não pode ser rompida
Um amor que não encontra baliza
Dedicação que não possui medida

Além de ser uma nobre benção
há outro lado da maternidade
significa também abnegação
e uma grande responsabilidade

"Criamos os filhos para o mundo,
eles não são nossa propriedade"
Eis aqui um aprendizado profundo
Eis aqui uma dolorosa verdade...


Elciana Goedert
Curitiba – PR
-------------------------


Mãe

Mãe é doce!
Transmite afeto
com palavras e gestos carinhosos.
Não fere, não machuca, não humilha!
Mesmo nos momentos difíceis...
mesmo nos momentos de rigidez...
Mãe é doce!
Transborda carinho no olhar.
O segredo?
O Amor inerente à divina mãe.
Mãe é um doce Ser!


Silvana Gonçalves Luiz
-----------------------


Mãe


Um beijo que a tudo desmorona
Carinhos que transbordam num ser
Insaciável coração humano
Que a tudo absorve
Transforma em bem querer

Mãe fada, mão única
Afagos, toques, curas
Eclosão de amor
Único Viver!


Ana Lucia Souza Cruz
Campos dos Goytacazes - RJ
---------------------------


Primeira morada
Teu ventre, doce abrigo...
Mãe, amor sem fim!


Paulo Roberto Cunha
Petrópolis - RJ
------------------------


Se o homem nasce da mulher..
Se é a mulher que cria o homem..
Se de teus seios alimentaram todos homens...
És leito divino!
Não nasceste de uma costela, mas geraste uma constelação.
Não foste a segunda, mas a primeira!
Se o mundo é fecundo!
Se de dentro surgem as coisas...
Diz a lógica que-Deus é mãe!


Felipe De Abreu Dias
-----------------------


Ventre sagrado...


Ventre sagrado
Que dentro dele habita
Um presente divino
Que lhe proporcionará muitas (a) venturas

Dádiva divina

Tens o poder de gerar (ir) vida
De construir e de saciar

Mãe tu és
E como mãe carrega consigo
Todo um arquivo biológico

Formas e alimentas
Educas e aprende também

És feito de barro forte
Que transpõe muitas intempéries
E, baseada nestas passagens,
Aprendes a dar valor ao que se tem
De mais precioso, a vida

Bendita seja sempre
Ó mãe da ventura
E que o Pai lhe guarde
Debaixo de teu olhar de amor.


Cleide Jean
--------------------------

Cresce dentro da gente 
um ser ainda não visto
Cresce o amor verdadeiro
sem ele não mais existo

Cresce dentro da gente
bondade e esperança
Cresce um instinto materno
com a chegada da criança

Nasce o filho e a mãe
não há mais sentido lutar
sem que a meta dessa luta 
não seja ao filho amar

O amor é tão infinito
que dói o nosso coração
Qualquer necessidade dele
perdemos o sentido do não

Ser mãe nos torna mais justa
equilibrada e plena
Trazer um ser a este mundo
deixa a vida mais serena


Fernanda Foster
Petrópolis - RJ
---------------------------


Mãezinha...


Nove meses viajando em tua entranha,
Sentindo teu calor e teus temores...
De tudo o que até sentiste, tais dores...
Um parto difícil, longa façanha!

Pequena, dei tanto trabalho e manha...
Tantas dificuldades, dissabores...
Sofrendo por tudo, por teus amores...
Vida dura tiveste, dor tamanha!

Se hoje tu sorris, outrora choraste...
Tantas tormentas tu já suportaste!
Ao teu lado vivo a cada manhã...

Espero te dar um lindo amanhã...
Por ti, todo dia, eu vivo a trabalhar...
E em tua companhia, sempre, eu quero estar!


SOL Figueiredo
Campos dos Goytacazes - RJ
----------------------------

Mãe, minha amada!


Mãe, cuidaste de mim a cada noite,
Debruçando teu carinho e afeto...
Mãe, que a cada erro meu, doce açoite...
E para atenção, um olhar correto...

Ah, Mãe, quem dera eu pudesse voltar
A ter teu colo, ou ser de novo feto...
Sentir teu calor interior, o ar...
De teu amor, me cobrindo tal teto!

Mãe, lugar tão seguro pra morar,
Tua luz sempre cobrindo o meu inverno
Se sou feliz, és meu único sonhar...

Em mim, sentir teu fitar e olhar terno...
E viver com o teu amor eterno...
Mãe, pra sempre irei te amar!


SOL Figueiredo
Campos dos Goytacazes - RJ
----------------------------


Saudades de Ti...


É claro que sinto saudades de ti
pois alem de ser seu filho
Por um certo tempo
fui "pai" de minha mãe

cuidando dela em sua doença
uma diabete teimosa e cruel
assim como ela fez comigo
quando eu era criança

com meus sarampos e cataporas
meus joelhos ralados
meus fortes resfriados
meus amores mal curados

Faz tempo que Deus a levou
porem ela vive eternamente
em minhas memórias de filho
pois sua alma e sua lembrança
são por si só imortais em meu peito

por isso celebro a sua passagem
iluminada por explosões de alegrias
e também por lágrimas sentidas
por esse mundo que nosso Deus criou
com uma festa e não com tristezas.

Obrigado Dona Ondina (minha mãe)
por ter permitido que eu partilhasse
de seus passos, amor e caminhos
em sua passagem terrena


Luizão Bernardo
Seropédica - RJ

Um comentário:

silvana gonçalves luiz disse...

Lindos versos que nasceram de todo o amor que temos por estas criaturas divinas...Mães.
(Silvana Gonçalves Luiz)