sexta-feira, 27 de abril de 2012

Levando poesia às crianças novamente...


A CPI triplicou a dose de poesias nas escolas... Participou voluntariamente, mais uma vez, de uma palestra para outras turmas do Colégio Padre Correia...  e  levou também, a  palestra poética e cantante aos alunos da Escola Municipal Magdalena Tagliaferro.

A nossa recompensa, são esses rostinhos curiosos. E tem poesia mais linda que isso?


























sábado, 21 de abril de 2012

DO QUE PRECISAMOS PRA SERMOS FELIZES?

A felicidade é algo tão simples que muitos se perdem na singela tarefa de, simplesmente, vivê-la. 
Vivem elaborando os métodos de conquistá-la, traçando as formas exatas, buscando receitas e fórmulas e quando percebem, o tempo da felicidade passou.
Esta postagem é para aqueles seres iluminados que existem na Confraria da Poesia Informal que encontram a felicidade numa cerveja gelada, no olhar da mulher amada ou do príncipe nem sempre encantado, no abraço de um amigo, num telefonema de madrugada, numa canção do Vercilo e até numa viagem de barca para Paquetá. 
Ser feliz é um aprendizado... para aprender, venham conosco!



Só isso...

Sorriso no rosto, 
amor, 
paixão, 
reunião de amigos, 
sonhos, 
ilusão, 
sentir a brisa mansa, 
que nunca esquece a pele, 
um banquinho, 
copo pequeno, 
papo de irmãos, 
estar de bem com a vida 
é parte fundamental 
isso e mais nada 
eu preciso para ser feliz.

Rodolfo Andrade



+

Sorriso

Uma fatia
de melancia
é um sorriso
vermelho, doce, preciso
Pedaço do paraíso
que se deixa comer
com prazer
e alegria
Carinho maroto da tia
ainda enxuta
meio ar de puta
da fantasia do garoto

Fêmea fruta
Uma fatia farta
Mais Atenas que Esparta
Meia-lua
só que carmim
e ainda mais crua
Mais arlequim
do que pierrô
Feito batom na boca de Bardot

Santa melancia
A cura da melancolia
Doçura de musa
que me lambuza
e me arrebata
feito beijo de pagã
na folia, longa data
do pêra, uva, ou maçã
E nem tinha melancia
que eu só imaginava
imerso em rio de lava
que a gata ia negar

E eu ainda assim sorria
sorrisos de melancia
melado até as orelhas
Centelhas brotando do olhar

Jorge Ricardo Dias


+

Para ser feliz
preciso de contato humano
tocar um amigo com palavras
ou apenas um olhar,
poder aproximar-me,
e de seu ângulo enxergar...

Para ser feliz,
tenho que fazer feliz
nos instantes imediatamente vividos...
ter olhos cumpridos
marejados, "antenados" no por vir...

Tenho que saber sentir...
Me dividir!
Tenho que diminuir-me
ante a grandeza da bondade,
prezar amizade ...

Tenho que ter liberdade
de com doçura dizer não...
E magoar, jamais
a um irmão.

Para ser feliz, um coração...
Para ser muito feliz:
Tenho que vislumbrar na dor a flor
E assim, Simplesmente assim,
enaltecer
o
AMOR.

Paulo Roberto Cunha

+

Ser feliz

Ser feliz é viajar
Nas asas que se imaginar
É colocar a mão no céu
Num passeio dentro 
de uma gaivota de papel.

Ser feliz é sonhar
É ser além do que se possa estimar
É se soltar na amplidão
Leve, vento, breve, solto, 
dentro de um balão.

Ser feliz é se entregar
Numa brincadeira de viver
Correr, girar, vencer, saltar
Todos os limites
Impostos ao nosso ser e crer. 

Ser feliz, para aprender
É só achar em si o seu lugar
Nenhum local é mais real
Do que o nosso coração
Nosso castelo natural.

Catarina Maul

 

+



+

DECLARE O SEU AMOR

Acredito em seu amor,
mas triste, você não diz...
Diga logo, por favor.
Eu seria mais feliz!

Grite para os quatros ventos,
não faça tanto mistério.
Felicidade, momentos...
Seu amor, meu refrigério.

Pra ser feliz necessito
da sua cumplicidade.

Diga sim, eu acredito
que existe a felicidade.

O que me torna feliz?
Do seu amor, ter certeza.
Enquanto você não diz
é grande a minha tristeza.

Gilson Faustino Maia

+

Ser feliz

Voar com alegria...
Olhar para os meus pés e ver as asas
Liberdade, ainda que tardia.

Ana Lucia Souza Cruz


+

Para ser feliz,
acreditar,
na flor do amor
que brota suave
em um coração sereno.

Para ser feliz,
ser pleno
no que faz.

Para ser feliz,
ter em mente,
que sente
o que o coração diz.

Para ser feliz,
sorrir
diante do novo.

E de novo,
acreditar ,
que é feliz.

Seja feliz !


Vania Barreiro



quarta-feira, 18 de abril de 2012

A INSÔNIA TOMOU CONTA DA CONFRARIA


Talvez seja um exagero dizer que todo o poeta é insone, mas não são poucos aqueles que invadem as madrugadas na lida de amor e ódio com as palavras. 
Certo que  todo artista é o artífice de sua obra, o Criador em ação... mas quem pensar que é só dizer "faça-se a obra" pra que a obra se faça está errando feio. 
Poetas assim como toda a sorte de artista, queimam pestana em sua busca do  Belo. Musas inspiram, mas como dizia Edison, inspiração é só 10% do trabalho, o resto é  transpiração...
Então, resultado de alguma inspiração,muita transpiração e noites não dormidas, esta é a insônia da Confraria!... 



+


INSÔNIA 
Madrugada fria... 
Cama vazia! 
Mente agitada, 
perturbada! 
Coração apertado, 
disparado... aflito! 
Desencontros. 

by ciça - julho/2011)
Elciana Goedert


+


poetas de olhos abertos
são corujas sem repouso
rimando insones sonetos

Renato de Mattos Motta




+


sempre desisto 
da seda do sono, 
escolho a escrita.

Renato de Mattos Motta




+


Insone na busca

Embarco,
no barco
encharco
o olhar

na busca
do nada
simplesmente
viver

viro,
reviro
encontro
sorrisos

medo
ilusão
é passado,
é paixão

passou
noite,
dia
não dormi...

Rodolfo Andrade




+


Minha companheira
Testemunha e Cúmplice
Amiga e parceira

"Na alegria e na tristeza, 
na riqueza e na pobreza, 
na saúde e na doença, 
até que a morte nos separe"

Jamais te deixarei
Razão da minha vida...
... De cada noite mal dormida

Homenagem à minha Insônia querida.

Alex Avena




+


Sonâmbulos

O sonho, vício inconsciente
revolve imagens do passado
Sonhar um tempo mais à frente
é o desatino do acordado

Há que ter gênio inconsequente
Rolar o tempo como dados
pra que a volúpia do presente
não vire lixo reciclado

O sonho é dom intermitente
Um mecanismo inteligente
de um ser ainda inacabado

Se o mundo é mau, dá tudo errado
basta ficar de olho fechado
Mais um sonâmbulo contente

Jorge Ricardo Dias

+

NOS BRAÇOS DA (IN)SÔNIA

Ah, linda Sônia, a cama está tão fria!
Sem seu amor não durmo sossegado.
É alta madrugada, eu acordado...
O que me salva? A minha poesia.

Dessa sua existência eu nem sabia,
só sei que tenho andado perturbado.
Os amigos falaram: - Preocupado?
Essa Sônia é demais, pois contagia.

Então mergulharei nesse mistério
e viverei (in)Sônia atividade.
Construirei do amor um grande império,

um misto de irreal e de verdade
e, amando sem pudor e sem critério,
exausto encontrarei felicidade.

Gilson Faustino Maia

+



+

INSÔNIA

Taí um mal do qual nunca pereci
Durmo em pé, sentada, ou colada em ti
Minhas noites são ternas, seguras, fiéis...
Só acordo, se a casa cair.
A tal da insônia pode ir dormir.

Tania Montoya

+

Insônia

Não perco o meu sono por nada
deixo que a noite decida
se eu durmo de dia

Renan Pereira

domingo, 15 de abril de 2012

OS VENTOS QUE FAZEM VOAR POESIA

Nosso amigo Gregory Gomes, de São Paulo, postou na semana presente um poema que fala dos ventos... No mesmo momento, me lembrei de uma poesia de minha autoria sobre o tema e resolvi postar no grupo para homenagear o vento do Gregory.
De repente, os ventos ficaram mais fortes... e um turbilhão de poemas transformou nossa Confraria num imenso e feliz vendaval...
Que ventem nos corações humanos versos, inspiração e emoção!

- - -

Ventos

Parado aqui fico pensando:
Que vento é esse que sopra
Fala , toca minha alma?
Que queres de mim?
Fecho os olhos 
sinto
Vejo
Te agarro
Não te solto
Sopra em mim
Tua vida
Teus gestos
Tua alma
Teus segredos ocultos
Vem e faça novamente existir
Eu em você
Você em mim

JG Poeta da Alma


- - -

A vida é vento

A vida é feita de ventos,
uns serenos, outros intensos
mas todos refletem no rosto
e todos refletem na alma.
Um vento agita, outro acalma,
um é leve, outro denso,
vento rápido ou imenso.
Mas todo vento é poesia,
o com odor de maresia
ou o que traz flor na inalação.
Mas todo vento é vida
e agita o coração.

Quero uma vida de ventos
que tragam sementes jogadas,
que levem lixo na enxurrada
se além de vento for vendaval
com mais água que o normal.
Quero uma vida agitada,
mesmo que custe o preço
de sair do trilho às vezes,
de sair da rota às vezes,
para sentir outros ventos
para sentir que a vida
é nova a cada momento
e quem faz a medida da vida 
sou eu.... e o tempo! 

Catarina Maul


- - -

Meu vento

Surge ao longe
manso
mudando
a paisagem.

Seu referencial
a vida...
doce...
pura senhora.

Vem chegando tudo muda.
Passividade?
Agressividade?
Realidade.

Abre portas,
fecha janelas
sem impedir
querendo ser.

Marca presença
sem nem chegar
é real, é ele,
é vendaval.

Rodolfo Andrade


- - -

Sina

Vento tocou...
O rosto avermelhado
Daquele que chorou
Por nunca ter sido amado

...Vento chorou
Triste, amargurado
Pois a muitos tocou
Mas nunca foi tocado


Alex Avena


- - -

Ventos amenos

Quando chega o outono e os ventos invadem minha alma
Sinto aromas que sonho como perto de mim estivesse...
Vem numa revoada de asas invisíveis me abanando
E eu somente sentindo... percorrendo minha pele

Esses ventos amenos me ensinam a forma de amar...

Meus pelos eriçados pela leveza infinita
Recebem num abraço as carícas que almejo, e...
que me prometem nenhum sofrimento...

Que venham hoje os ventos amenos
Porque o hoje é a data, é o tempo.


Ana Lucia Souza Cruz

- - -




Renato de Mattos Motta

- - -



Jorge Ricardo Dias

- - -

ENCANTO DO VENTO

Não sei se resisto
Ao canto do encanto do vento
Sentimentos
Espalhados pelo vento.
Em redemoinhos
Este vento ciumento e traiçoeiro
Que ligeiro passa.
Vestido de areia sentimento e folha.
Retira do meu olho poeirento,
A lágrima seca.
Este vento ciumento e zombeteiro
Que ligeiro passa
Brincando a praia
Sem pudor se espalha
Eu fugindo do vento,
Invadido por esse breve tormento
Fico sem saber se socorro ou olho,
Ou corro atrás dos sentimentos
Espalhados pelo vento.

Anderson Silva

- - -

A VENTANIA

Oh, que incrível ventania
que veio de onde eu nem sei,
levou, pra minha agonia,
os sonhos bons que eu sonhei.
Levou a minha alegria,
e os abraços que eu não dei.

Ah vento cruel, daninho!
Carregou meu grande amor.
Deixou-me só no caminho,
tolerando a minha dor.
Jogou-me no peito espinho,
qual dardo perfurador.

Desfolhou o meu caderno,
e meu poema levou.
Aquele verso, tão terno,
que aquela musa inspirou,
com juras de amor eterno,
também pra longe arrastou.

Soprou, soprou com maldade,
provocou agitação.
Foi de cidade em cidade
causando preocupação.
Só não levou a saudade
guardada em meu coração. 

Gilson Faustino Maia

- - -

TEMPESTADE OU CALMARIA?

Assim como um vento de chuva 
você surgiu intenso,repentino... 
Perfeito pra mim, como uma luva,
parecia ser este meu destino.

Na intensidade do furacão
bagunçou toda minha vida
Fez escravo meu coração
tornou-se minha guarida...

Sem nenhuma explicação
seguiu num outro rumo
Perdi a minha razão
fiquei fora do prumo.

Seu retorno, ainda espero
calmamente, feito aragem
Talvez um momento efêmero...
talvez um momento selvagem!

(by ciça - 12/04/2012)

- - -

BONS VENTOS

Eu vivia
Cansado,
Descrente,
Até que um dia,
Abençoada Ventania
Levou-me ao Oriente.

Edweine Loureiro

- - -

Vento do destino

Há dias que parece tudo calmo e traquilo
outros revolto, rebelde e impiedoso
arrastando tudo o que esta em seu caminho
Assim é o vento do destino
Sem tino e rumo
vai levando a deixando seu rastro por onde passa
pessoas choram outras nem isso podem fazer
sem do nem piedade
arrasa tudo pela frente
assim e o vento do destino

Carina Bomfilioli

- - -

Coisas de criança

Embalada pelas nuvens
Acariciada pelo vento
Sem você
Me contento

Cantarolando,caminhando
Sorrindo, em frente indo
Sem você
Tudo lindo

Mousse saboroso
Chazinho de hortelã
Sem você
Tão gostoso

Brigadeiro
Brincadeira
Alegria a noite inteira
Mesmo sem você ...
VIDA PERFEITA!

Cristiane Rodrigues

- - -

Saga II

Meu mundo pequeno
de ínfimos ritos
O vento na fronte
O turvo horizonte
Abafo meus gritos
Me finjo sereno
E o barco meneia
na vaga bravia
Furor de sereia
Aquática orgia

A face encharcada
de água salgada
(seria de pranto?)
não lava o espanto
Netuno que dança
no sal da vingança
A faca no vento
Tormenta ou tormento?

Do caos à deriva
ao cais que se aviva
se estende a agonia
Pedir calmaria
ao deus não aplaca
O vento na faca
o sangue evapora
O sangue da aurora
O céu mais vermelho
O mar é o espelho
do deus que se aparta
Atenas, Esparta
no embate aqui dentro
O espelho no centro
da híbrida arena

Um quase argonauta
A pena que falta?
Dureza do solo
Dionísio e Apolo
disputam-me a alma
Já tem calmaria
mas foi-se-me a calma

A terra me afaga
mas vive a lembrança
de deuses e danças
na ínfima saga

Jorge Ricardo Dias

- - -

Divina Liberdade

Sopra vento...
Companheiro refrescante!
Sopra firme,
Vento uivante.

Leva contigo folhas secas,
Pássaros, algodão.
Toca simples tua canção...

Arrasta vento, até que suma no horizonte
Toda e qualquer maldade...
E traga, para perto de mim, vento...

Tua mais que divina liberdade.

Paulo Roberto Cunha

- - -

O último farfalhar
De um vento saiu pó poeira
saiu ver
ventando adentro
vento de recomeço
que ardeu a visão
mas não feriu
ou fez retroceder o coração
...perseverança


De um vento saiu pó caixão
saiu aniversário
de adversário
ventania e furacão
que levou a frustração
dos desejos
ou fez retroceder
a perseverança


De um vento saiu a paz
que limpou o espírito
e aniquilou o mito
de que prometer em vão
é vão
...sobra então, a perseverança
a perseverança há de sobrar
como nas folhas de um vento
o último farfalhar

Renan Pereira


.......................




......................


Cena isolada

O vento de junho
Remove a areia parada na calçada
É uma cena isolada que quase ninguém nota
Preocupados em se preocupar

O verão vai demorar
De que adianta?
Nada importa
O calor que quero não esta por perto

Que a minha vida passa desapercebida
Como aquelas areias espalhadas
Ninguém vai notar

Cena isolada
É apenas mais uma lágrima
Uma simples gota de água
Descobrindo que é o mar

De Magela

domingo, 8 de abril de 2012

TOP 10 - HÁ SEMPRE POESIA EM NOSSA CANÇÃO PREFERIDA


Esta postagem foi inspirada numa publicação da Elis Bondim em seu blog. Depois de lermos, tivemos a ideia de selecionar, cada um de nós, um trecho de canção que nos representasse profunda poesia.

A postagem da Elis diz assim:

S2
São tantos os sentimentos e sensações possíveis de se sentir,
... Que achar que nomeamos todos os existentes me soa presunçoso.
Meu querido, o que importa é que nos embebeda a alma como elixir.
Seja amor, alguma espécie de carinho raro ou encanto, é delicioso.

Encontrar alguém com quem fazemos amor no simples ato de um abraço
Substitui qualquer noite de sexo, qualquer saída na night.
Abraços presentes em cada sorriso meu, levados comigo a cada passo.
Belo é um sentimento assim, delicado como uma flor, saudável, light.

Como canta Rita Lee definindo certos momentos tão bonitos entre nós,
"A gente faz amor por telepatia. No chão, no mar, na lua. Na melodia."
E mesmo quando há distância física, podemos sentir que não estamos sós,
Pois eu estou em você e você está em mim, minha alegria.

E ai ela selecionou:

 "When you showed me your eyes, whispered love at the skies. Then I wanted to stay with you."1
Quando eu me enxerguei em seus olhos, eu vi o que não existe no mundo físico.
"Love is all that I can give to you. Love is more than just a game for two"2
A aura de carinho envolta em nós, genuína e intensa; fenômeno psíquico.

"Eu quero a sorte de um amor tranquilo com sabor de fruta mordida"3
E "ando por aí querendo te encontrar. Em cada esquina, paro em cada olhar."4
Quero "Ser teu pão, ser tua comida. Todo amor que houver nessa vida"5
"E as coisas lindas são mais lindas quando você está, (...) porque você está."6

Cássia Eller, uma de minhas intérpretes favoritas, cantou muito do que quero dizer:
"E quem achar alguém como eu achei, verá que é natural ficar como eu fiquei."7
"Estranho seria se eu não me apaixonasse por você."8
"Eu pensei em tanto pra dizer enquanto esperei. "9

Pensei em tanto pra dizer e estou dizendo agora, enquanto escrevo esse poema
O qual eu dedico a você, meu querido, dizendo que o que sinto independe do futuro.
Sentimentos verdadeiros são eternos dentro de nós. Não, não tema.
Pois mesmo que tudo mude, o que importa é o imutável: terá sido sincero e puro.

¹ Trecho retirado de 'Late Night', Pink Floyd (não encontrei os compositores exatos).
² Trecho retirado de 'L-o-v-e', Nat King Cole.
3 Trecho retirado de 'Todo Amor que Houver nessa vida', Cazuza e Frejat.
4 Trecho retirado de 'Palavras ao Vento', Marisa Monte e Moraes Moreira.
5 Trecho retirado de 'Todo Amor que Houver nessa vida', Cazuza e Frejat.
6 Trecho retirado de 'As coisas tão mais lindas', Nando Reis.
7 Trecho retirado de 'Sentimental Demais', Evaldo Gouveia e Jair Amorim.
8 T recho retirado de 'All Star', Nando Reis.
9 Trecho retirado de 'Partners', Paulo Ricardo, Paulo (PA) Pagni e Luiz Schiavon.


E depois, selecionou a Confraria:

"O amor é como um raio galopando em desafio
Abre fendas cobre vales, revolta as águas dos rios
Quem tentar seguir seu rastro se perderá no caminho
Na pureza de um limão ou na solidão do espinho."
(Djavan)

Rodolfo Andrade

...........


"Fundamental é mesmo o amor.
É impossível ser feliz sozinho..."
(Tom Jobim)

Edweine Loureiro

.........



"Na parede da memória
essa lembrança é o quadro
que dói mais"
(Belchior)

Paulo Roberto Cunha

..........


"Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar..."
(Caetano Veloso)

Tania Montoya

.........


 "E ninguém nem percebia
Que o real e a fantasia
Se separam no final."
(Vital Farias)

Alex Avena

............


"Se tivesse mais alma pra dar eu daria
isso pra mim é viver"
(Caetano / Djavan)

Catarina Maul

...........


"...Na galeria, cada clarão
É como um dia depois de outro dia
... Abrindo um salão
Passas em exposição
Passas sem ver teu vigia
Catando a poesia
Que entornas no chão".

(Chico Buarque)

Ana Lucia Cruz

..............

"Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
... Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz"
 (Chico Buarque/ Edu Lobo)


Jorge Ricardo Dias

............


Você diz que é operário.
Sai em busca do salário
Pra poder me sustentar.
... Qual o quê!
No caminho da oficina
Há um bar em cada esquina
Pra você comemorar
Sei lá o quê.

(Chico Buarque)

Renato de Mattos Motta

...................


"quem de dentro de si
não sai vai morrer sem amar ninguém"
(Vinicius de Moraes)

Maria do Carmo Bonfim